Facebook
Youtube

» Confira os autores confirmados para a Bienal do Livro (até o momento)

autores bienal do livro
Imagem: Divulgação

A 25ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo é o evento literário mais importante do país e atraí muito público, que sempre busca uma programação bacana e buscar autógrafos dos seus autores favoritos. Pensando nisso, resolvemos reunir neste post todos os autores confirmados para o evento, que irá acontecer entre os dias 03 a 12 de agosto. Confira:

A.J. Finn: ex-crítico literário, já escreveu para diversas publicações, incluindo Los Angeles Times, The Washington Post e The Times Literary Supplement. A Mulher na Janela, seu primeiro romance, foi vendido para 36 países e está sendo adaptado para o cinema numa grande produção da 20th Century Fox. Natural de Nova York, Finn viveu por dez anos na Inglaterra antes de voltar para sua cidade natal, onde mora atualmente.

Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza e Pam Gonçalves: As autoras estão envolvidas no projeto Turma da Mônica Jovem – Uma viagem inesperada, um livro com narrativas das conhecidas personagens Mônica, Magali, Denise e Marina, em suas versões adolescentes, contadas pelas visões das autoras. 

Casseta & Planeta: O grupo Casseta & Planeta surgiu nos anos 1980 com a união dos redatores da revista Casseta Popular e do jornal Planeta Diário. A parceria acabou se ampliando em 1988, quando os sete integrantes – incluindo Bussunda – trabalharam na redação do programa humorístico TV Pirata, da Rede Globo. Em 1991, estrearam em frente às câmeras no programa Doris Para Maiores, da Globo. No ano seguinte criaram, na mesma emissora, o Casseta & Planeta, Urgente!, no qual eram autores e atores. Com o lema “Jornalismo mentira, humorismo verdade”, a atração ficou no ar até 2010, sendo seguida por duas temporadas de Casseta & Planeta Vai Fundo. O grupo fez shows pelo Brasil, lançou três CDs, diversos livros e dois filmes: A Taça do Mundo É Nossa e Seus Problemas Acabaram. Seu trabalho mais recente é a série Procurando Casseta & Planeta, do Multishow.

Charlie Donlea: Ávido leitor, e também apaixonado por música, filmes, seriados e esportes. Quando decidiu escrever histórias de suspense, ele se preparou para produzir algo como tudo o que gosta de encontrar nos seus filmes e livros prediletos: uma narrativa capaz de manter o leitor refletindo sobre ela por muito tempo, mesmo depois de terminada a leitura. Pela Faro Editorial lançou “A Garota do Lago” e “Deixada para trás”, seu próximo lançamento é “Don’t believe it”.

David Levithan: Autor e editor de YA, o americano tem um texto característico, que mistura doçura, humor e sensibilidade, em enredos com personagens de todos os tipos, cores, gêneros e sexualidades. Um de seus principais livros é “Todo dia“, cuja adaptação para as telas está prevista para chegar aos cinemas brasileiros em breve. Levithan é autor também de “Will & Will: Um nome, um destino”, escrito em parceria com John Green. Foi o primeiro livro jovem adulto com protagonistas gays a entrar na lista de mais vendidos do New York Times, e já vendeu mais de 200 mil exemplares no Brasil. Escreveu ainda “Garoto encontra garoto”, seu primeiro livro; “Nick e Norah: Uma noite de amor e música” e “Naomi e Ely e a lista do não beijo“, esses dois últimos em parceria com Rachel Cohn, e que tiveram sua história adaptada para o cinema. “Dois garotos se beijando” esteve na lista do National Book Award de 2013 e conta as histórias de sete adolescentes em meio à tentativa de dois meninos de quebrar o recorde mundial do beijo mais longo. Completam a lista de livros lançados no Brasil “Me abrace mais forte”, spin-off the “Will & Will“; “Invisível“, em parceria com Andrea Cremer; “O caderninho de desafios de Dash e Lily“, com Rachel Cohn; e “À primeira vista“, escrito com Nina LaCour.

Fernanda Montenegro: Ícone do teatro, da televisão e do cinema, Fernanda Montenegro está lançando Fernanda Montenegro: itinerário fotobiográfico, livro que sai pelas Edições Sesc São Paulo. São 500 páginas, divididas em 11 capítulos, para contar a trajetória pessoal e profissional, de mais de sete décadas de carreira da atriz. O material, organizado pela própria Fernanda, inclui fotos inéditas de seu acervo pessoal e registros raros de atuação ao lado de outros grandes do palco, como Nathália Timberg, Paulo Autran e Sérgio Britto.

Mario Sergio Cortella: é comentarista e colunista em programas de rádio e televisão, além de ter presença constante nas mídias digitais. Também é conferencista e escritor. Este Vamos pensar + um pouco? é o 36º livro que publica e o sétimo pela Cortez Editora (A escola e o conhecimento; Educação, escola e docência; Educação, convivência e ética; Família; urgências e turbulências; Vamos pensar um pouco? e O que é a pergunta?).

Maurício de Sousa: nascido em 27 de outubro de 1935, numa família de poetas e contadores de histórias, em Santa Isabel, no interior de São Paulo, Maurício mudou ainda criança para Mogi das Cruzes, onde descobriu sua paixão pelo desenho e começou a criar os primeiros personagens. Com 19 anos, foi para São Paulo tentar trabalhar como ilustrador na Folha da Manhã (hoje Folha de S.Paulo). Conseguiu apenas uma vaga de repórter policial. Em 1959, publicou sua primeira tira diária, com as aventuras do garoto Franjinha e do seu cãozinho Bidu. As tiras de Mauricio de Sousa espalharam-se por jornais de todo o país, levando-o a montar um estúdio que hoje dá vida a mais de trezentos personagens. Em 1970, lançou a revista Mônica e, em 1971, recebeu o mais importante prêmio do mundo dos quadrinhos, o troféu Yellow Kid, em Lucca, na Itália. Seguindo o sucesso de Mônica, outros personagens também ganharam suas próprias revistas, que já passaram pelas editoras Abril e Globo e atualmente estão na Panini. Dos quadrinhos, eles foram para o teatro, o cinema, a televisão, a internet, parques temáticos e até para exposições de arte.

Marissa Meyer: moradora de Tacoma, Washington, é fã de muitas coisas nerds (Sailor Moon, Firefly, organizar as estantes por cor…), sendo apaixonada por contos de fadas desde criança. No Brasil, publicou através da Editora Rocco a série As Crônicas Lunares, composta por Cinder, Scarlet, Cress e Winter (contos de fadas futuristas inspirados, respectivamente, em Cinderela, Chapeuzinho vermelho, Rapunzel e Branca de Neve), e o spin-off Levana, que revela a verdadeira mulher por trás da fascinante vilã que perpassa a histórias de As crônicas Lunares. Para a Bienal, a Rocco prepara a publicação do bestseller Sem Coração (Heartless, no original), que recria o passado da famosa Rainha de Copas e mostra por que ela se tornou o terror do País das Maravilhas. A Editora também já garantiu os direitos de publicação do recém-lançado Renegades. Ambos os títulos estrearam no topo da lista dos mais vendidos do The New York Times. A autora já declarou, em suas redes sociais, que tem enorme vontade de vir ao Brasil promover seus livros.

Soman Chainani: graduado em Harvard, é o autor da tese sobre o motivo pelo qual os vilões são tão irresistíveis e viralizou nas redes sociais em 2013; roteirista premiado, publicou entre 2013 a 2017 a série “A Escola do Bem e do Mal”, que chega ao país pela Editora Gutenberg.

Tessa Dare: autora best-seller do The New York Times e do USA Today, com romances de época e eróticos. Seus livros já venderam mais de meio milhão de exemplares e ganharam inúmeros prêmios, entre eles o RITA. Com uma mistura de humor, sensualidade e muita emoção, Tessa escreve tramas que fisgam o leitor desde a primeira página. Em Spindle Cove e Castles Ever After, suas séries de maior sucesso publicadas no Brasil exclusivamente pela Editora Gutenberg do Grupo Autêntica, a autora criou heroínas autênticas e corajosas que desafiam os conceitos da sociedade de sua época, e cavalheiros nobres e apaixonantes que têm seus corações enlaçados por elas. Para a Bienal do Livro de São Paulo a editora Gutenberg publicará o quinto e último volume da série Spindle Cove: Como escapar de um escândalo.

Victoria Aveyard: Autora da série de livros A Rainha Vermelha, é formada como roteirista e tenta combinar na sua escrita seu amor por história, explosões e heroínas fortes. Seus hobbies incluem a tarefa impossível de prever o que vai acontecer em As Crônicas de Gelo e Fogo, viajar e assistir Netflix. A série A Rainha Vermelha já vendeu mais de 400 mil exemplares no Brasil e terá o primeiro filme lançado pela Universal Studios, dirigido por Elizabeth Banks.

Yoav Blum: autor de “Os Criadores de Coincidências”, irá promover o seu título, publicado pela editora Planeta; o romance parte do princípio que o destino é apenas uma missão bem executada e que os ‘fazedores de coincidências’ agem para mudar o curso de nossas vidas.

25ª edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo acontece entre os dias 3 e 12 de agosto no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Este ano o evento aposta numa campanha inovadora cujo mote é: “Venha Fazer esse Download de Conhecimento”, que tem como proposta de valor destacar o protagonismo do livro em meio à nova percepção dos brasileiros diante do turbilhão de estímulos e canais de acesso a conteúdo que a tecnologia hoje propicia. A ideia é mostrar que, apesar dessas mudanças culturais no País, o livro, em seus diversos formatos, é o agente essencial do processo de conexão entre o conhecimento e o universo digital no qual vivemos.

Fonte: Beco Literário


Newsletter

Fique por dentro de shows, festivais e viagens!

Redes Sociais
Youtube
Selo Google
Formas de pagamento
RD Cultural © 2018 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem