Facebook
Youtube

» Imagine Dragons retorna ao Brasil declarando amor ao país

Imagine Dragons retorna ao Brasil declarando amor ao país
Foto: Divulgação

A banda Imagine Dragons chega ao Brasil pela terceira vez para duas apresentações, uma no Rio, nesta quinta (22), e outra em São Paulo, no sábado (24), no Lollapalooza. O que poucos sabem é que o país faz parte da memória afetiva dos americanos de Las Vegas. O show de 2014, no mesmo festival, é apontado como um dos melhores da história do grupo.

"Acho que foi a primeira vez que vimos que tínhamos alcançado um outro nível. Estávamos no Brasil, viemos pela primeira vez à América do Sul, com 80 mil pessoas pulando, gritando e cantando junto. Estávamos tocando ali pela primeira vez e eles sabiam todas as letras. Foi inacreditável. Mesmo agora é difícil de acreditar que aquilo aconteceu", afirmou o baixista Ben Mckee.

A relação da banda com o Brasil vai muito além dos shows realizados no passado. O vocalista Dan Reynolds conta que o pai participou de uma missão mórmon no país, por isso passou a desenvolver um carinho muito grande pela cultura brasileira.
"Acabei sendo criado com a música brasileira. Na escola, quando eu tinha que escolher um país para alguma coisa, eu escolhia o Brasil. Quando jogo Fifa, escolho o Brasil. É algo que eu sinto como se fizesse parte da cultura da minha família. Meu pai amou os dois anos que passou aqui", revelou.

Os integrantes da banda também declararam o gosto pela música brasileira. Ben McKee ainda contou que uma das melhores aulas que já teve foi quando aprendeu a tocar diferentes estilos musicais do país e revelou surpresa ao se deparar com uma roda de samba em São Paulo.

"Tinha um grupo de músicos brasileiros. Sem sistema de som, eles fizeram uma coisa toda acústica, com violões e percussão. Estavam em um círculo tocando, enquanto as pessoas dançavam. Eu era o único que não era brasileiro, então todos começaram a tentar me ensinar a sambar. Eu falhei miseravelmente durante três horas [risos]", lembra McKee.

Já o baterista Daniel Platzman exaltou outro ritmo brasileiro com a percussão marcante: o funk. Platzman contou que conheceu o gênero musical há quatro anos. "Eu sou de Atlanta. Gosto muito de trap music, e o funk me lembrou muito esse gênero musical. Adoramos os ritmos brasileiros", disse. Eclético, também revelou ser um grande fã do compositor e multi-instrumentista Hermeto Pascoal e não descartou a possibilidade de inserir ritmos do país em algum trabalho da banda.

Os músicos elogiaram o engajamento dos brasileiros, tanto na Internet quanto nos shows. Platzman exaltou a interatividade que a banda tem com  os fãs do Brasil. "Ser uma banda de Las Vegas e interagir com os fãs brasileiros nas redes sociais é algo que nós valorizamos muito. Tem pessoas específicas que eu sei que vou ver na multidão. É algo realmente especial para nós", declarou.

Com muito bom humor, os músicos revelaram estar ansiosos para os shows no Brasil. Ben McKee brincou com a aproximação do Lollapalooza, afirmando que espera alguns dias de diversão intensa no festival.

"Estou um pouco assustado, é provavelmente um dos festivais mais divertidos que já tocamos. Não sei nem o que vou fazer. Não sei como vou me sentir na noite seguinte ao festival, porque vamos tocar nosso set, vamos ter uma energia inacreditável, pessoas incríveis, muita coisa divertida acontecendo. Vou acordar na praia, com o nascer do sol, usando apenas os sapatos, sem as calças. Não sei o que vai acontecer. 'Como tirei a calça sem tirar os sapatos?' [Risos]", finalizou.

Fonte: Destak

Newsletter

Fique por dentro de shows, festivais e viagens!

Redes Sociais
Youtube
Selo Google
Formas de pagamento
RD Cultural © 2020 - Todos os direitos reservados

Desenvolvimento e Hospedagem